visitantes

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

AVE em pigmentos fotossintéticos

da série pigmentos fotossintéticos,
Ana Gotz - http://www.anagotz.com/ - e yo atrevemo-nos ao trabalho de ascender luzes por dentro das imagens, lidas e vistas...aí vai a primeira composição.


ave

na parábola dos meus nervos
raivosos de seiva e sombras
grafas ramos invisíveis
engravidados de raízes
arbustos plenos indecifráveis
balé de braile em lanças surdas
sobre a madeira que me veste

tuas palavras tatuam meu corpo
circunscreves no umbigo lenhoso
nódoas de entardecer verdes
ainda úmidos pelos versos
escorridos da tua língua
há um livro teu em cada poro meu

dança selvagem de galhos
orvalho na pele da palavrardente
são lágrimas melífluas
futuros caindo sobre o tronco nu
adivinhações de omoplatas escorregadias
plantas de pés resvalantes

uma semente vertida
miríades de diamantes
no silêncio bendito
leia pétala a pétala
e milagres florescem
no agreste desinventado
por tua língua
imantada na minha
saliva nossa
amém

3 comentários:

  1. seiva a nossa
    amém

    adorei o casamento de imagem e poema!

    beijos!!!!
    jorge

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Gotz3:10 PM

      M A R A V I L H O S O

      Excluir
  2. Anônimo12:58 PM

    Lindo. Iluminura-poema

    ass: Vinicius Lima

    ResponderExcluir