visitantes

sexta-feira, 5 de janeiro de 2007

Veias saltadas


aprovei as veias saltadas
assaltadas
pulsando nos campos
secretos de flores abertas
dentro de minhas mal-dadas
conversas acerca dos versos
fendidos, dos ossos
comidos da tão
esperada mente
acertada tarda
em chegar em frente
da costa
nas costas de ostras
outras postas em
recinto que sinto
medo de novo

dez/2006

2 comentários:

  1. Claudio Coutinho10:50 PM

    Belíssimo blog com uma instigante poesia. Mais uma vez obrigado por sua poesia.

    ResponderExcluir
  2. Na verdade, agora tenho o prazer de redescobrir que já pisei por aqui... e até já tinha colocado o link!... Bom voltar e degustar de novo tua escrita refinada, uma delícia!... Preciso passear mais por aqui. Beijos rubros.

    ResponderExcluir