visitantes

quarta-feira, 6 de junho de 2007

Água viva

Cores ondulantes
Jovino C Batista
19mar2007



Na minha miragem da vida
Anuncio a tatuagem
Paisagem colada em mi
Mina de imagens latentes
Do quadro diamante semente
Prosa-poema brilhante
Que explodiu cintilante
Num coração que borbulha
Num doce mar literário
Saio queimada de vida
Trago bem clara a Clarice
Como pra mim um recife
Num allegro com brio
Num fio de esperança na festa
Arremesso flechas pro alto
Num assalto feliz, num contralto
Apaixonadamente envolvida
Venho agradecer meu corpo
Marcado por água-viva.

13:57h
07/12/04

Nenhum comentário:

Postar um comentário