visitantes

domingo, 22 de abril de 2007

Leitura

dedos sobre folhas ansiosas em se fechar
pele sobre palavras sobre pretéritos
digitais que se fixam entre as pretas tintas
na página 44 duas pessoas procuram um lápis
e eu as esquadrinho entre as frases de antes
sujeitos de papel que me olham sem olhos
de cá fora e eu as vejo sem enxergar
pelas retinas, numa busca mais pra cima.




















Em dia que foste embora (enlouqueci)
Daniel C. Lourenço - 02/12/05




















8 comentários:

  1. Olá, senhorita. Poema de imagens rápidas. Interessante. Uma linguagem meio truncada.


    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. ah leitura, essa coisa maluca que engalfinha qualquer um num mar de fantasia! ^^
    quem dera se o mundo fosse só poesia!
    bjs!

    ResponderExcluir
  3. Querida, que bom descobrir mais este espaço onde beber seiva de poesia!... Gosto do teu modo fluido de tecer o texto, que parece deslizar, cantar, dançar... as palavras vibram e, ao mesmo tempo, tudo tem um jeito de pintura, de esboço...
    Grata pelas linhas deixadas em "Fios"...
    Vou linkar teu blog, ok?
    Beijinhos doces.

    ResponderExcluir
  4. Ótima leitura linda Linda linda

    Vou virar seu fã!

    ResponderExcluir
  5. nossa Bia...
    muito lindo!

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da sua forma descritiva, as palavras ilustram bem as interações abstratas obtidas atravéz da leitura!!!
    Parabéns...
    Vou adicionar seu link em meu blog, para que outras pessoas também conheçam....

    ResponderExcluir
  7. ué, linda?
    vai atualizar não? i_i"

    xD

    bjs!

    ResponderExcluir
  8. Anônimo11:57 AM

    intiresno muito, obrigado

    ResponderExcluir